"Graças sejam dadas a Deus que nos faz sempre triunfar em cristo e que por meio de nós, vai espalhando por toda parte o perfume do seu conhecimento"
(II cor. 2,14)

terça-feira, 15 de março de 2011


A Páscoa...Qual sua origem, seu significado???

1





Estamos a exatamente 39 dias da Páscoa, época em que todos, principalmente as crianças esperam ansiosas a visita do ilustre coelho, que distribui os deliciosos ovos de chocolate e outras guloseimas.
Para a maioria de nós, o sentido da páscoa é apenas este: feriado, ovinhos, guloseimas, um almoço especial, reunião da família. Mas qual o VERDADEIRO sentido da páscoa?Qual sua origem?Talvez alguém já tenha se perguntado!
Para podermos esclarecer corretamente o sentido espiritual desta data, devemos buscar sua origem e vínculo com o povo para quem Deus primeiramente fez surgir a páscoa:o povo Judeu.
Em Êxodo 12, vemos a instituição da comemoração da páscoa por Deus, quando da saída do povo hebreu do Egito. Deus a instituiu como um memorial (que faz memória):"Comemorem este dia como festa religiosa para lembrar que Eu, o Senhor, fiz isso: vocês e os seus descendentes devem comemorar a festa da páscoa para sempre"(Ex.12,14).
Porém, o que significa a palavra páscoa? O seu significado na língua que lhe dá origem (o hebraico) é incerto, podendo designar a festa, a refeição (ápice da festa), como o próprio cordeiro imolado na ocasião.
Segundo o CIC (Catecismo da Igreja Católica)1339, "Jesus escolheu a altura da páscoa para cumprir o que tinha anunciado em Cafarnaum: dar aos seus discípulos o seu corpo e o seu sangue...", porém, para podermos entender melhor o que o Senhor fez na última ceia, e o porque de ela acontecer um dia antes da páscoa judaica,vamos esclarecer o ritual desta: O banquete da páscoa judaica é o centro da festa onde um cordeiro de um ano, não trazendo em si nenhuma mancha, e sem ter nenhum dos ossos quebrados, é comido. O que não fosse comido, deveria ser queimado antes do sol nascer. Todos deveriam comê-lo de pé e vestidos para viajar, pois nesta noite, o Senhor iria conduzí-los para a chamada terra prometida, guiados por Moisés.
No CIC 1334, "Na antiga aliança, o pão e o vinho são oferecidos em sacrifício entre as primícias da terra, em sinal de reconhecimento ao Criador. Mas eles recebem também um novo significado no contexto do êxodo: os pães ázimos que Israel come cada ano na Páscoa comemoram a pressa da partida libertadora do Egito; a recordação do maná do deserto há de lembrar sempre a Israel que ele vive do pão da Palavra de Deus. Finalmente, o pão de todos os dias é o fruto da Terra Prometida, penhor da fidelidade de Deus às suas promessas. O "cálice de bênção" (1Cor 10,16), no fim da refeição pascal dos judeus, acrescenta à alegria festiva do vinho uma dimensão escatológica: da espera messiânica do restabelecimento de Jerusalém. Jesus instituiu sua Eucaristia dando um sentido novo e definitivo à bênção do Pão e do Cálice".

Assim, na última ceia, Jesus antecipa a páscoa judaica e lhe dá um sentido definitivo, pois a partir d'Ele, a páscoa seria introduzida de maneira diferente na vida dos que estiveram com Ele, creram e viessem a crer n'Ele.O próprio Jesus passa a ser o Cordeiro Imolado, não necessitando mais de sacrifícios de animais para nos redimir de nossos pecados. O próprio Filho se oferece ao Pai, pagando com seu sangue o preço de nosso resgate, e assim como o cordeiro imolado da páscoa judaica, Jesus foi morto sem serem quebrados nenhum de seus ossos.
O sofrimento de Jesus é uma entrega total e incondicional, consciente e amorosa de Deus por nós. Jesus veio libertar o interior do homem através de sua morte e ressureição, e nos faz compreender que a terra prometida por Deus, não é aqui, mas começa aqui. Se não tivesse resuscitado, nada de novo teria feito, pois o sacrifício continuaria a ser repetido de forma cruenta.
Que nesta páscoa, data mais importante celebrada pela Igreja, sejamos renovados como amor de Jesus, que se doa a cada um de nós, não por nossos méritos, mas unicamente por graça de Deus!

Paz e Bem!










1 comentários:

Morgaine Le Fay disse...

OLÁ DRA., UMA GRAÇA SEU CANTINHO...
EU SOU UMAS DAS MUITAS, QUE TE DETESTAM...KKK, NO BOM SENTIDO... É QUE AQUELE BARULHINHO DO MOTORZINHO ME APAVORA...JÁ ATÉ SUGERI PARA MEUS SOBRINHOS QUE SÃO DENTISTAS, PRA VER SE NÃO DÁ PRÁ COLOCAR UM SILENCIADOR...KKK
mAS, VOLTANDO AO BLOG, UM CHARMINHO...DÁ ATÉ PRA SENTIR O CHEIRINHO...JÁ TÔ TE SEGUINDO.
BJIM

Postar um comentário

LinkWithin